Um homem acusado de mandar matar o namorado da filha por que o rapaz era negro, na Baixada Fluminense, Rio de janeiro, foi preso ontem no Maranhão.

De acordo com o Ministério Público, Raimundo Nonato Ferreira Alves, 60 anos, discutiu com o rapaz várias vezes, chegando a agredi-lo algumas vezes tentando com que o rapaz desistisse do namoro, por ser negro.

Segundo as investigações da polícia, Raimundo procurou a traficante Andrea  Camargo Farias, 42 anos, e disse a ela que tinha sido agredido por Emanuel ( o namorado) e pediu a Andréa, que era chefe do Comando Vermelho na região, para assassiná-lo.

Andréa reuniu um grupo de traficantes e foi até a casa da vítima, encontrando o rapaz com a namorada. Emanuel foi levado para uma localidade próxima, amarrado, torturado e depois executado com vários tiros.

Andréa foi presa em 22 de abril e Raimundo Nonato que também tem ligações com o Comando Vermelho, estava escondido na casa de parentes no interior do Maranhão, quando foi preso ontem. Ambos podem pegar até 30 anos de prisão por assassinato. ( UOL).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here